Promoções biológicas

Promoção

€ 8,50

€ 8,50

razões para consumir produtos de agricultura biológica

Valor nutritivo
Cultivados em solos equilibrados por fertilizantes naturais, os alimentos biológicos são capazes de melhor qualidade quanto ao teor em vitaminas, minerais, hidratos de carbono e proteínas, são capazes de saciar graças ao equilíbrio dos seus constituintes.

Biodiversidade
A diminuição da diversidade biológica é um dos principais problemas ambientais dos dias de hoje. A Agricultura Biológica perpetua a diversidade das sementes e das variedades locais, recusa os OGM que põem em perigo numerosas variedades de grande valor nutritivo e cultural.

Sabor
Nos solos regenerados e fertilizados organicamente, as plantas crescem saudáveis e desenvolvem, da melhor forma, o seu verdadeiro aroma, as suas autênticas cor e sabor, os quais permitem redescobrir o verdadeiro gosto dos alimentos originalmente não processados.

Harmonia
A Agricultura Biológica respeita o equilíbrio da Natureza e contribui para um ecossistema saudável. O equilíbrio entre a agricultura e a floresta as rotações das culturas, etc. permitem a preservação de um espaço rural capaz de satisfazer as gerações vindouras.

Garantia de Saúde
Numerosos pesticidas, proibidos em determinados países devido à sua toxicidade, continuam a ser utilizados, por vezes vendidos ilegalmente e obtidos por contrabando. Os estudos toxicológicos reconhecem as relações existentes entre os pesticidas e certas patologias, como o cancro, as alergias e a asma.

Comunidades Rurais
A Agricultura Biológica permite a revitalização da população rural e restitui aos agricultores a verdadeira dignidade e o respeito que lhe são merecidos, da população em geral pelo seu papel de guardião da paisagem e dos ecossistemas agrícolas

Água Pura
A prática de agricultura ecológica, que não utiliza produtos perigosos nem grandes quantidades de azoto que contaminam os lençóis de água potável, é uma garantia permanente da obtenção de água pura nos tempos futuros.

Educação
A Agricultura Biológica é uma grande escola prática de Educação Ambiental. Ela apresenta um modelo de desenvolvimento sustentável no meio rural, deveras promissor para todos os jovens a quem, um dia, caberão as tomadas de decisão da sociedade.

Certificação
os produtores agrobiológicos seguem um caderno de normas rigoroso, controlado por organismos de certificação segundo regras internacionais reconhecidas, hoje em dia, pelos governos de inúmeros países.

Emprego
Graças à dimensão humana que estas explorações assumem, às práticas ecológicas e à gestão adequada dos recursos locais. os produtores agrobiológicos geram oportunidades de criação de empregos permanentes e dignos.
IIRHE - Jean-Claude Rodet

vantagens para a saúde

O consumo de alimentos sãos, não desnaturados e isentos de contaminação química, é um meio preventivo por excelência. Nesse sentido, os alimentos biológicos contribuem plenamente para uma alimentação promotora de saúde e bem-estar. A superioridade destes produtos para a alimentação humana tem sido demonstrada em várias vertentes:

1. Valor nutritivo e sabor

Diversos estudos realizados indicam que os produtos de Agricultura Biológica são mais ricos em matéria seca, minerais e vitaminas, incluindo anti-oxidantes (importantes na prevenção do cancro). O seu menor teor em água, dando lugar a uma maior concentração em matéria seca e nutrientes, reflecte-se num sabor e aroma mais ricos. Consumir produtos de Agricultura Biológica é, assim, um modo de reencontrar o sabor genuíno e tradicional dos alimentos, uma forma saborosa de promover a saúde.

2. Ausência de resíduos de pesticidas

Inúmeros pesticidas proibidos em determinados países devido à sua toxicidade continuam a ser utilizados, por vezes vendidos ilegalmente e obtidos por contrabando. Os estudos toxicológicos reconhecem a relação existente entre os pesticidas e certas patologias, como o cancro, as alergias, a asma, etc. A Organização Mundial de Saúde estimou que cerca de 3,5 a 5 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de envenenamentos agudos com pesticidas, anualmente. Em virtude disto, quaisquer que sejam os benefícios dos alimentos biológicos a nível individual, são certamente benéficos a uma maior escala.

A maior parte dos pesticidas autorizados para uso agrícola foram homologados muito tempo antes de se levarem a cabo os estudos que vieram a comprovar relação desses produtos com o cancro e outras doenças. Nos Estados Unidos, segundo informações da Agência de Protecção Ambiental, 90% dos fungicidas, 60% dos herbicidas e 30% dos insecticidas homologados são cancerígenos. Um relatório da Academia Nacional das Ciências concluiu que os pesticidas podem conduzir a um aumento de 1,4 milhões de casos de cancro nos EUA. O simples tratamento de relvados com herbicidas aumenta 4 vezes o risco de leucemia em crianças até aos 10 anos.

Em Portugal são aplicados anualmente cerca de 23.000 ton. de pesticidas, colocando o nosso País em quinto lugar a nível mundial em termos de consumo de pesticidas por unidade de superfície.

Estudos realizados em França verificam uma correlação evidente entre a percentagem de alimentos “biológicos” consumidos e o teor de resíduos no leite materno: quando a mãe consome mais de 80% de alimentos obtidos por este modo de produção, o teor de resíduos no leite é quase três vezes inferior.

vantagens ecológicas e ambientais

A prática da Agricultura Biológica, por não utilizar pesticidas de síntese nem adubos azotados de síntese – que contaminam os lençóis de água potável – é uma garantia permanente de preservação da água pura nos tempos futuros. Os estudos efectuados em França e na Alemanha revelam que o teor de pesticidas na água da chuva, ultrapassa largamente, em muitos casos, o teor permitido em água de consumo. Este é motivo suficiente para ponderar se vale a pena continuar a aplicar pesticidas nas quantidades actualmente praticadas.

A diminuição da diversidade biológica é um dos principais problemas ambientais dos dias de hoje. A Agricultura Biológica preserva as sementes para o futuro impedindo, deste modo, o desaparecimento de inúmeras variedades de grande valor nutritivo e cultural. Este modo de produção respeita o equilíbrio da natureza e contribui para um ecossistema são. O equilíbrio entre agricultura e floresta, as rotações de culturas, etc., permitem a preservação de um espaço rural capaz de satisfazer as gerações vindouras.

vantagens agronómicas e de sustentabilidade

Protecção da fertilidade do solo, da vida microbiana e da diversidade biológica. O solo é a base de toda a cadeia alimentar e a principal preocupação da Agricultura Biológica. Qualquer prática no âmbito da pedologia deve visar a conservação do solo e, inclusivamente, melhorar a sua condição, em particular pelo aumento do teor em húmus das terras aráveis. A diminuição da diversidade biológica, por outro lado, é um dos principais problemas ambientais dos dias de hoje. A Agricultura Biológica preserva as sementes para o futuro, impedindo, deste modo, o desaparecimento de inúmeras variedades de grande valor nutritivo e cultural.

Em termos de Sustentabilidade a Agricultura Biológica tem assim por objectivo:

- manter e melhorar a fertilidade do solo a longo prazo, preservando os recursos naturais solo, água e ar e minimizar todas as formas de poluição que possam resultar de práticas agrícolas;
- reciclar restos de origem vegetal ou animal de forma a devolver nutrientes à terra, minimizando deste modo o uso de recursos não renováveis;
- depender de recursos renováveis em sistemas agrícolas organizados a nível local.

Desta forma, exclui a quase totalidade dos produtos químicos de síntese como adubos, pesticidas, reguladores de crescimento e aditivos alimentares para animais.

vantagens para a sociedade

A Agricultura Biológica une os agricultores e os consumidores na responsabilidade de:

- produzir alimentos e fibras de forma ambiental, social e economicamente sã e sustentável;
- preservar a biodiversidade e os ecossistemas naturais;
- permitir aos agricultores uma melhor valorização das suas produções e uma dignificação da sua profissão, bem como a possibilidade de permanecerem nas suas comunidades;
- garantir aos consumidores a possibilidade de escolherem consumir alimentos de produção biológica, sem resíduos de pesticidas de síntese e, consequentemente, melhores para a saúde humana e para o ambiente.

A Agricultura Biológica permite a revitalização da população rural e restitui aos agricultores a verdadeira dignidade e o respeito que lhe são merecidos pelo seu papel de guardião das paisagem e dos ecossistemas agrícolas.

Graças à dimensão humana que estas explorações assumem, às práticas ecológicas e à gestão adequada dos recursos locais, os produtores agrobiológicos geram oportunidades de criação de empregos permanentes e dignos.

In Semana Bio Naturlink

login / registo a minha lista cesto de compras como encomendar
entregas

siga-nos